Confira as dicas de livros dos colegas da ATEB

Posted on Posted in Edição 29

Para adquirir conhecimento ou apenas passar algumas horas “desbravando novas aventuras”, nada como um bom livro. Os nossos colegas da Adtalem Educacional do Brasil concordam com isso. Os 4 abaixo até compartilham um pouco da bibliografia com você. Confira:

tarjeta-interna-dica2

“Eu gosto muito e indico. Até dei este livro para analistas que hoje são líderes. Não sou religioso, mas ele conseguiu me mostrar o quanto Jesus foi um grande líder, sem usar poder, dinheiro ou alguma outra forma de forçar as pessoas a fazer o que desejava. Ele foi fundamental na minha vida pois, com seus ensinamentos, pude refletir sobre a melhor forma de liderar e aprender conceitos que trago até hoje comigo, além de quebrar muitos paradigmas da minha vida.”

tarjeta-interna-dica3

“Um livro que achei fantástico e supercontemporâneo. Fala sobre gestão financeira e finanças pessoais. Vale muito a pena, em especial a passagem sobre como recuperar a confiança dos seus credores quando você está em uma situação de dívida. São dicas valiosas sobre acúmulo de riqueza.”

tarjeta-interna-dica

 

“Segundo Carl von Clausewitz ‘a guerra é a continuação da política por outros meios’, e eu adicionaria que esses outros meios são extremos. Nesse sentido, o objetivo justo da guerra é resolver o conflito da forma mais simples e eficiente possível. Observando que, no ambiente corporativo, atritos, disputas e negociações de naturezas diversas ocorrem, cabe ao executivo estar apto a resolvê-los. Com esse objetivo, busquei leituras sobre estratégias de guerra e suas aplicações benéficas e positivas no mundo corporativo. Recomendo a leitura de “33 Estratégias de Guerra”, de Robert Greene, que reúne ensinamentos para municiar o leitor com ferramentas diversas, visando o seu êxito nas batalhas sociais rotineiras do âmbito pessoal e profissional.”

tarjeta-interna-dica4

A Cabana

“O motivo que me deixou encantado pelo livro foi a maneira nada preconceituosa e sem tabu sobre como vemos Deus. No livro, Deus é uma mulher negra, o que muitas das vezes não é a imagem construída na cabeça da sociedade. Ele, a princípio, sempre vem como um homem. Resumo como: Conhecendo Deus fora do padrão”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *